Como funciona a fabricação de metal

A fabricação de metal é a fabricação de peças, máquinas, obras de arte ou outros elementos utilizando um ou mais metais como matéria prima. São considerados vários processos, como a soldagem, o torneamento, o brunimento, o brochamento, a moagem e a fresagem. Tudo começa com a fundição.

Fundição de metal

A fundição é um processo conhecido e utilizado há cerca de 6000 anos, desde que o Homem começou a transformar o cobre para criar ferramentas de corte e as primeiras armas em metal. O processo consiste em esquentar o metal até se tornar líquido, colocar em um molde e deixar esfriar até ganhar a forma do molde. O metal fundido pode ser usado neste processo, mas a argila e até o concreto podem ser utilizados.

Chapas metálicas

Quando o metal é moldado em forma de folhas finas e planas, o produto final é designado como chapa metálica. A chapa pode ser entregue como matéria prima a outras indústrias transformadoras de metal, para que sejam fabricadas peças e ferramentas para os mais diversos setores de atividade econômica.

Tipos de metal

Existem duas grandes categorias de metais: os ferrosos, que incluem ferro, e os não-ferrosos, os restantes.

O termo “metais ferrosos” se utiliza para descrever o ferro e seu grande derivado, o aço. O ferro tem as utilizações mais correntes, desde peças para automóveis a construção civil, ferramentas, etc. O aço é aplicado sempre que é necessário ferro mais forte e resistente.

Exemplos de metais não-ferrosos são o alumínio, o cobre, o mercúrio, o zinco, o níquel e o chumbo. Estes metais têm geralmente aplicações mais específicas. As latas de bebidas e as esquadrias são as duas utilizações mais conhecidas do alumínio. O cobre é muito associado a encanamentos e também a cabos (telefônicos ou elétricos). O níquel se utiliza em baterias de celular, enquanto o zinco, além de baterias em geral, também é utilizado em telhados. Baterias são também fabricadas com chumbo e mercúrio.